Abaixo-assinado pede inclusão de comprovante vacinal ao vacinômetro

15 fev, 2022 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

Diante da negativa da gestão da UFMS em adotar a exigência da comprovação do ciclo vacinal completo, servidores/as têm participado de uma nova campanha para pressionar a reitoria a adotar a medida, conhecida como “passaporte vacinal”: um abaixo-assinado, disponível no Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

O documento é uma iniciativa de professores do Instituto de Química (Inqui-UFMS) e conta com apoio da Adufms. O abaixo-assinado traz três pontos chave que dizem respeito a medidas tomadas pela UFMS: a exigência de documentos de identificação e qualificação; o preenchimento do vacinômetro; e o uso obrigatório de máscaras.

Partindo dos três fatores, o documento pede que o comprovante de vacinação seja anexado na resposta ao questionário do vacinômetro, o qual visa mapear a quantidade de pessoas vacinadas dentre a comunidade acadêmica da UFMS.

O documento está disponível a servidores/as e da instituição que tenham interesse em integrar a ação. Para assinar, basta acessar a página do SEI (clique aqui para fazer login), procurar pelo processo de número 23104.004129/2022-48 e preencher o quadro de assinatura.

Confira o texto na íntegra:

Nós servidores da UFMS abaixo assinados somos favoráveis à OBRIGATORIEDADE DO COMPROVANTE DE VACINAÇÃO COMO DOCUMENTO ADICIONAL a ser anexado no vacinômetro para permissão de acesso a técnicos, docentes e alunos às nossas salas de aula e laboratórios na retomada do ensino presencial.

Pontos chaves:

  1. Fato. Não se consegue ingressar na UFMS como servidor ou aluno sem apresentar os documentos identificadores bem como os documentos comprobatórios de qualificação.
  2. Pelo Ofício Circular n. 06/2022 da UFMS intitulado ‘cuidado com as pessoas no ano de 2022’, a UFMS tornou obrigatório o preenchimento do vacinômetro, porém sem a necessidade de anexar o comprovante de vacinação.
  3. No mesmo Ofício Circular n. 06/2022 a UFMS tornou obrigatório a utilização de máscaras seguindo orientações da OMS, dando poder ao professor de não permitir a entrada e a permanência de alunos que se recusarem a usá-la. O não cumprimento do uso obrigatório de máscara será passível de responsabilização disciplinar.

Assim, como a apresentação de documentos para o ingresso na UFMS é obrigatório (ponto 1), o preenchimento do vacinômetro é obrigatório (ponto 2), e o uso de máscara é obrigatório (ponto 3), urge que seja anexado o comprovante de vacinação ao vacinômetro para a sua completa credibilidade, encarregando assim o professor de não permitir a entrada e permanência de alunos em sala de aula, caso o aluno não tenha anexado o comprovante de vacinação ao vacinômetro.

Compartilhe: