ADUFMS-Sindicato repudia assassinato do Guarani e Kaiowá Clodiodi de Souza e o massacre de Caarapó

01 jan, 1970 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire



latuff-agronegocio-cerca-indio-750x410



Ilustração de Latuff 2013 – D’Incao, reproduzida de Latuff Cartoons (<https://latuffcartoons.wordpress.com/tag/agronegocio/>)

O Sindicato dos Professores das Universidades Federais Brasileiras dos Municípios de Campo Grande, Aquidauana, Bonito, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas, no Estado de Mato Grosso do Sul (ADUFMS-Sindicato), repudia a ação perpetrada no dia 14 de junho de 2016, no município de Caarapó contra famílias do povo Guarani-Kaiowá, do tekohá Tey Jusu, no Estado de Mato Grosso do Sul, a qual resultou na morte de Clodiodi de Souza Guarani-Kaiowá, 26 anos, e de seis feridos.

A ADUFMS-Sindicato se solidariza com os povos indígenas de Mato Grosso do Sul, especialmente com os Guarani-Kaiowá. Solidariza-se também com todos os familiares das vítimas desse atentado desumano e cruel.

O Sindicato, por meio deste manifesto, exige que as autoridades competentes apurem os fatos e punam aqueles direta e indiretamente envolvidos nesse massacre ao povo Guarani-Kaiowá.

Compartilhe: