Convênio ADUFMS-Unimed Campo Grande tem reajuste de 13%; elevação vale para planos que não aceitam novas/os titulares

12 dez, 2019 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

 ⇛O REAJUSTE 2019/2020 do convênio da ADUFMS Seção Sindical ANDES Sindicato Nacional com a Unimed Campo Grande, para enfermaria e apartamento, vigora respectivamente desde 1º de novembro e 1º de dezembro. Para as duas modalidades estabeleceu-se elevação de 13%. Essa pactuação abrange as/os atuais titulares e suas/seus dependentes. Especificamente nesses planos não há mais como incluir novas/os titulares. Agora só são permitidas inclusões de novas/os dependentes, desde que estejam de acordo com o estabelecido em contrato.      

Para enfermaria ficaram definidos R$ 738,27 por beneficiária/o. A proposta inicial apresentada pela prestadora era de R$ 28,77%, mas, de acordo com o primeiro-tesoureiro da ADUFMS Seção Sindical, Luigi Galotto Junior, durante o processo de negociação estabelecido, a direção conseguiu derrubar para 13%, com base na inflação anual acumulada e no reajuste autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).  O valor anterior pago por pessoa estava fixado em R$ 653,34/mês.


Imagem: Agência Brasil


Na modalidade apartamento o processo de negociação resultou em mensalidade de R$ 1.333,94/pessoa. Após tratativa da diretoria da ADUFMS com a Unimed Campo Grande, o reajuste caiu de 45,62% (proposta inicial da operadora) para 13%. 

A readequação dos valores de enfermaria e apartamento ocorreu de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e os últimos ajustes salariais conquistados pelas/os professoras/es do magistério superior. Anteriormente a mensalidade por beneficiária/o de apartamento era de R$ 1.180,48.

Calculados conforme a utilização do plano por usuárias/os do sistema Unimed, os custos de sinistralidade compuseram os cálculos tanto para enfermaria quanto para apartamento. 

Ressaltando que esses planos mais antigos, ainda ativos, com valor fixo, estão fechados para ingresso de novas/os associadas/os. Essas versões que não aceitam novas/os titulares beneficiam principalmente as/os usuárias/os mais idosas/os e há mais de um ano só possibilitam a entrada de novas/os dependentes de seus/suas titulares.  

O plano que permite entrada de novas/os titulares, também com inclusão de dependentes, é o Uniflex Adesão, cujo valor por pessoa é fixado com base na idade.


Assessoria de Imprensa da ADUFMS Seção Sindical ANDES Sindicato Nacional

Compartilhe: