Deputados estaduais aprovam Moção de Apoio à greve docente na UFMS

01 jan, 1970 Adufms

Deputados estaduais de Mato Grosso do Sul aprovaram

Moção de Apoio

à

ADUFMS-Sindicato

na condução da greve de professoras e professores da UFMS por tempo indeterminado iniciada no dia 15 de junho.  Os parlamentares acrescentaram que cópias da moção sejam enviadas ao ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro e ao ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, “em razão da pauta de reivindicações dos docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul”.

Os deputados consideram legítimos os fundamentos da greve. “Entendemos como justas as reivindicações do movimento e manifestamos nosso apoio à luta dos trabalhadores em educação superior, das Universidades Federais Públicas, cuja função é imprescindível, uma vez que concentra mais de 90% de toda a produção científica do país.”

No texto encaminhado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul ao Sindicato, aponta-se a necessidade de medidas que contemplem participação democrática da comunidade da UFMS – alunos/as, professores/as e técnicos/as-administrativos/as –, além da equiparação e melhora nos vencimentos. “A paridade e valorização salarial entre ativos, aposentados e pensionistas, bem como a democratização do processo de escolha dos gestores com eleição direta e paritária para cargos de reitor e diretores de faculdades, institutos,

campi

e centros, apresentadas pelos docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, por meio da ADUFMS-Sindicato, consistem [em] medidas necessárias para que as instituições de ensino superior federal possam contribuir, ainda mais, com o desenvolvimento humano de nossa sociedade.” A proposta de moção de apoio aprovada foi apresentada pelo deputado Pedro Kemp (PT).



Assessoria de Imprensa da ADUFMS-Sindicat


o

Compartilhe: