ENQUETE – Você é a favor do retorno às aulas presenciais na UFMS, mesmo sem vacinação?

25 fev, 2021 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

>>> RESPONDA AQUI <<<

          É rapidinho! Precisamos de sua participação e opinião!! 

QUEM PAGA O PREÇO DO RETORNO PRECOCE ÀS AULAS PRESENCIAIS? QUEM SE BENEFICIA?

De acordo com o Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia) publicado nesta quarta-feira (24), Campo Grande saiu da bandeira laranja e está atualmente na bandeira vermelha de contágio do novo coronavírus, ao lado de outros 30 municípios.

Enquanto isso, segundo boletim da Pró-reitoria, a possibilidade de retorno às aulas presenciais (ou híbridas) na UFMS continua previsto para o dia 15 de março, mesmo sem nenhuma perspectiva de vacinação para professores, alunos e técnicos da instituição. 19, onde as atividades escolares foram reabertas,

A ADUFMS está lutando contra mais essa decisão arbitrária da atual gestão da Universidade, tomada sem a devida consulta à comunidade acadêmica. “Por esta razão decidimos realizar uma consulta nossa, uma enquete simples, que o professor pode responder em um minuto”, explica Marco Aurélio Stefanes, presidente da ADUFMS. 

“Queremos saber se o(a) professor(a) espontaneamente concorda em se expor à esta condição.Considerando que há cada vez mais trabalhadoras e trabalhadores da educação entre as vítimas do COVID-19, a pandemia no país está longe do controle e não temos vacina para a grande maioria”, ressalta. Para Stefanes, o retorno pode significar um grande risco de contágio e até morte, não só para os  professores e técnicos, como para os estudantes. 

De acordo com o professor da Universidade Federal do ABC (UFABC) e membro do REPU (Rede Escola Pública e Universidade) Fernando Cássio, a comunidade escolar em isolamento significa que quase 30% da população está protegida. Segundo ele, o que está por trás da pressão pela volta às aulas presenciais nas escolas e universidades é na verdade o interesse pelo retorno da economia. “A população está na realidade abandonada pelo Estado, que não produziu condições para o retorno seguro às aulas presenciais e passou para as pessoas a responsabilidade. Mas as escolas e universidades não estão preparadas.”, alerta.

Para o presidente da ADUFMS, a grande questão que fica é “quem lucra ou ganha com o retorno precoce e insalubre das aulas presenciais, mesmo com tantos dados científicos apontando o contrário e indicando perigo? E quem de fato vai arriscar-se no dia a dia, não apenas sua própria vida, mas de sua família e entes queridos?”, alerta.

Confira abaixo uma seleção de notícias sobre casos de surtos de COVID-19 após o retorno às aulas presenciais no Brasil e no mundo:___________________________

Em 2 meses de aula presencial, Campo Grande teve 16 casos de covid-19 nas escolas particulares  A maioria dos infectados são professores e alunos

Escolas particulares em SP suspendem aulas presenciais após alunos contraírem coronavírus Colégios de elite temem onda de infecções dentro das unidades 

Professores de nove escolas do Paraná contraem covid-19 após treinamento presencial

Educadores do estado preparam greve para 1º de março, data prevista para retorno das aulas presenciais no Paraná

Pelo menos 61 colégios estaduais do Paraná registram casos de Covid-19

Mesmo antes da retomada das aulas híbridas, marcada para o dia 1º de março, 61 colégios estaduais já registram surtos de Covid-19.

Covid-19: escola de Campinas suspende aulas e apresenta 47 infectados

Escola de Campinas tem 42 casos de Covid-19 e fecha após volta às aulas

Na cidade paulista, três escolas particulares apresentaram casos e uma delas teve surto.

AULAS PRESENCIAIS NAS ESCOLAS PRIVADAS DO DISTRITO FEDERAL AUMENTAM CONTAMINAÇÃO POR CORONAVÍRUS

Ceará suspende aulas presenciais para conter covid-19

Para conter o aumento dos casos de covid-19 no estado, governador suspende aulas presenciais nas escolas e universidades públicas e privadas 

Após contaminação de estudantes por Covid-19, sindicato quer acionar Justiça para suspender aulas presenciais (Diario de Pernambuco)

Apesar de cautela, volta às aulas pelo mundo tem surtos de covid

Na Coreia do Sul, país que vem sendo considerado referência no combate ao coronavírus, mais de 200 escolas tiveram de ser fechadas logo após a retomada das aulas devido a surtos da doença na capital.

Incertezas na volta às aulas – Prefeito de Nova York, anuncia fechamento das 1.800 escolas públicas da cidade em resposta a uma nova escalada de casos de covid-19 Com a decisão, 300 mil estudantes voltaram para o ensino remoto, juntando-se aos demais 800 mil alunos da rede que, por medo do contágio, tinham optado por seguir com o aprendizado virtual.

Estudo indica como vírus se espalha em uma sala de aula

Conduzida por cientistas da Universidade do Novo México (EUA), a pesquisa apontou o caminho da contaminação

Compartilhe: