Entrevista: professor Fausto fala sobre golpe de 1964 no antigo Mato Grosso

01 jan, 1970 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

Fausto Mato Grosso (à esquerda)

O GOLPE de 31 de março de 1964 deixou marcas em famílias do então Mato Grosso uno, especialmente em Campo Grande.  Em entrevista exclusiva online ao site da ADUFMS Seção Sindical ANDES Sindicato Nacional , o professor aposentado Francisco Fausto Mato Grosso Pereira da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), um dos fundadores da Associação dos Professores do Campus de Campo Grande da UEMT (APCCGUEMT), Universidade Estadual de Mato Grosso, hoje UFMS,  e ex-vereador na década de 1980, na  capital sul-mato-grossense, relembra o cenário político daquele ano, radicalizado entre forças conservadoras envolvendo a UDN versos  PSD, atuação forte e bastidores do antigo Partido Comunista Brasileiro (PCB). Fausto comenta sobre os abusos cometidos, como a humilhação de cidadãos e cidadãs respeitados/as, tão somente por defenderem reformas de modernização política e econômica do País. Também fala do papel desenvolvido por docentes da UFMS e o protagonismo desenvolvido na luta pela redemocratização do Brasil.

Entrevista na íntegra – Professor  Francisco Fausto Mato Grosso.

Assessoria de Imprensa da ADUFMS Seção Sindical ANDES Sindicato Nacional

Compartilhe: