Inscrições para a VI Reunião de Antropologia de Mato Grosso do Sul seguem abertas

01 jan, 1970 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire






Criança da Comunidade Quilombola Furnas Do Dionísio (Foto: Tania Milene Nugoli)

Do dia 5 ao dia 8 de abril acontece a Reunião de Antropologia de Mato Grosso do Sul (RAMS) na UFMS, em Campo Grande, com o tema Povos Tradicionais na Contemporaneidade – Cosmologias e Fronteiras. O evento está na sua sexta edição, e neste ano a conferência de abertura será com a Profa. Dra. Jane Felipe Beltrão, da Universidade Federal do Pará (UFPA) e vice-presidente da Associação de Antropologia do Brasil (ABA).  O encerramento será com o Prof. Dr. Carlos Alexandre dos Santos, da Universidade de Brasília (UnB).

As inscrições são feitas pelo


site

do evento

e estão abertas desde o dia 20 de janeiro, seguindo até 3 de abril. Para quem deseja submeter resumos de trabalhos para apresentação no evento, comunicação oral e

banner

, o prazo é até o dia 25 de março. Neste caso, há um

edital

para esclarecer acerca dos procedimentos de envio, que deve ser feito pelo

e-mail


[email protected]

. A programação e o cronograma do evento também estão disponíveis no

site do VI RAMS

.

O valor da inscrição é de R$ 20,00 para o público geral, com exceção de graduandos/as, que possuem isenção integral do valor, mediante apresentação do histórico escolar, retirado no sistema do acadêmico/a (no caso da UFMS, o SISCAD, ou sistema da instituição de ensino do/a estudante) ou de qualquer outro comprovante de matrícula. Para quem deseja participar do evento como ouvinte, é possível fazer inscrição gratuita no primeiro dia do evento, por meio da comissão de credenciamento. Os participantes inscritos como ouvintes não recebem o certificado do evento.

Como parte da programação, no VI RAMS haverá mesas de debate, grupos de trabalho, exibição de filme, além da presença do Teatro Imaginário Maracangalha, com a peça “Tekohá – Ritual de Vida e Morte do Deus Pequeno”, que retrata a trajetória do líder indígena Guarani Ñandeva, Marçal de Souza, assassinado em 1983 em decorrência de conflitos por terra no estado.

As oficinas também fazem parte da programação e acontecerão no primeiro dia do evento, 5 de abril, das 14h30 às 17h, na Unidade VI. Com previsão de duração de duas horas e meia, as temáticas serão: “Antropologia e indigenismo alternativo”, “Antropologia da Política: como estudar?”, “Comunidades Quilombolas em Mato Grosso do Sul”, “Discussões histórico-antropológico sobre gênero e corpo”, “Escritos antropológicos sobre religiões afro-brasileiras”, “Olhares antropológicos para o meio ambiente”, “Trabalho antropológico com e sobre crianças” e “Velhas teorias, novas Antropologias – possíveis diálogos”.



Assessoria de Imprensa da ADUFMS-Sindicato

Compartilhe: