Ministro defende marco regulatório que garanta liberdade da internet

11 ago, 2013 Adufms

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou na quinta-feira, 7, que a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) tem papel fundamental para criar um marco regulatório que preserve a liberdade da internet e ao mesmo tempo evite abusos. O ministro discursou no plenário da Conferência-Geral da Unesco, em Paris, França.

Mercadante defendeu a liberdade no uso da internet e afirmou que ela funciona como uma importante ferramenta na educação. “A alma da internet é a liberdade”, disse. “A internet é um patrimônio da humanidade, um instrumento de integração entre os povos.”

O ministro cumpre agenda na capital francesa desde terça-feira, 5. Além de reuniões oficiais com ministros da educação de outros países e com representantes dos Brics — grupo político de cooperação, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul —, Mercadante participou de encontro na Sorbonne, a mais tradicional universidade francesa, com estudantes bolsistas do programa Ciência sem Fronteiras. Também na instituição, ele fez palestra sobre a evolução da educação nos últimos dez anos e as perspectivas para os próximos anos. A França ocupa a terceira posição na escolha dos universitários que participam do Ciências Sem Fronteiras.

A programação do ministro termina nesta sexta-feira, 8, com uma palestra sobre o panorama econômico brasileiro na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).


Assessoria de Comunicação Social do MEC.

Compartilhe: