Pesquisadora ministra nesta sexta-feira Aula Pública sobre SUS e privatização da assistência à saúde

09 abr, 2015 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire



Professora Iara




Imagem baixada do perfil da professora Iara Cristina Pereira no Facebook


A Professora Doutora Iara Cristina Pereira (

foto ao lado

)ministrará nesta sexta-feira 4 de setembro às 14 horas a Aula Pública “O Sistema Único de Saúde no contexto da privatização: um diálogo necessário”, no Anfiteatro do Centro de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (CCHS-UFMS),

Campus

de Campo Grande.

O tema será divido em quatro momentos, explicou a docente pesquisadora do Curso de Enfermagem do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS-UFMS).

Na primeira parte, Iara Cristina fará breve histórico das políticas de saúde no Brasil, incluindo como surgiu o Sistema Único de Saúde (SUS). Em seguida, no segundo momento, a pesquisadora discorrerá sobre conceito de saúde e sua interface com as práticas sanitárias. A professora mostrará não só o conceito de saúde aplicado a um modelo de Estado Capitalista, mas também a necessidade de desenvolvimento de uma política para o setor que se encaixe realmente nos parâmetros que seriam do Estado de Direito Social.

A docente vai esquadrinhar, na terceira etapa da Aula Pública, a Política de Estado para o financiamento do SUS. O assunto privatização dos serviços públicos de saúde por meio do subfinanciamento do Sistema Único terá prosseguimento no quarto e último momento, quando Iara Cristina exporá a difícil situação em que se encontra a saúde pública no Brasil. Ela cita, por exemplo, os hospitais universitários federais que estão em estado caótico em função do subfinanciamento posto em prática pelo Executivo Nacional, o que acarreta sucateamento.

O Hospital Universitário da UFMS é um dos exemplos da forma pela qual vem sendo desenvolvida essa política de insuficiência de recursos para o atendimento da população, por meio da gestão da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que se enquadrada na ideia de privatização do SUS.

De acordo com a professora Iara Cristina, os HUs federais passaram a responder por procedimentos de alta complexidade (mais caros), como transplante e hemodiálise, mas, paradoxalmente, os investimentos públicos nessas instituições hospitalares são cada vez mais escassos e há falta de pessoal concursado.


Lattes

– Conforme consta no Currículo Lattes, a professora Iara Cristina Pereira é “enfermeira graduada pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (1985), mestra em Saúde do Adulto pela Universidade Federal de São Paulo (2000) [e tem] Doutorado em Enfermagem pela Universidade de São Paulo (2015). [É atualmente] professora adjunta no Curso de Enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul na área de Enfermagem em Saúde Coletiva. [As áreas] de pesquisa [da docente são as seguintes]: Atenção primária, Promoção da Saúde, Educação em saúde, Saúde Coletiva [e] Integralidade da Assistência”.


Aulas públicas

– Coordenadas pelo professor Doutor Ricardo Pereira de Melo, por meio do Comando de Greve da

ADUFMS-Sindicato

, as aulas públicas são uma das atividades que estão sendo desenvolvidas durante o movimento paredista docente, que começou há mais de dois meses e meio na UFMS. Entre os temas já ministrados estão Plano Nacional de Educação (PNE), a crise econômica mundial e a Previdência Social, precarização do trabalho docente nas universidades federais brasileiras, Educação a Distância (EaD) e a questão agrária.



Assessoria de Imprensa da ADUFMS-Sindicato

Compartilhe: