Primeiro-tesoureiro aperfeiçoa processos de transação bancária e resgata recursos da ADUFMS

01 jan, 1970 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

Foto: Arnor Ribeiro/ADUFMS Seção Sindical ANDES Sindicato Nacional

⇛COM A INTENÇÃO de tornar os gastos da ADUFMS Seção Sindical ANDES Sindicato Nacional mais transparentes, o primeiro-tesoureiro Luigi Galotto Junior e o presidente da entidade Marco Aurélio Stefanes apresentaram, na reunião ampliada ocorrida no último 15 de novembro  (foto), na sede de Campo Grande, medidas administrativas adotadas.  

Os pagamentos referentes a pessoal, custeio e manutenção agora ocorrem preferencialmente por meio de transferência bancária, por duas assinaturas eletrônicas, em substituição a cheques e desembolso em dinheiro. A medida permitirá o controle total da destinação dos recursos financeiros da Seção Sindical.

O financeiro vem fazendo diagnóstico sobre todas as contas bancárias da ADUFMS, renegociando taxas e tarifas cobradas. Por meio da ação, foi identificada a cobrança indevida de imposto de renda pessoa jurídica (IRPJ), mesmo a entidade sendo isenta. Levantamento prévio e atuarial vai possibilitar o resgate de mais de R$ 20 mil no Sicredi. Nos demais bancos o resgate deverá acontecer via medida judicial.  Também estão sendo adotadas iniciativas no sentido de reduzir os custos gerais, principalmente em telefonia e diárias.  

Outra preocupação da direção é a recomposição do Conselho Fiscal visando apreciar as contas da entidade, semestralmente. O resumo contábil e o parecer dos conselheiros são disponibilizados para os associados, publicados em Jornal ADUFMS, enviado a todos/todas os/as filiados/as, além de publicação no novo site da entidade.

Compartilhe: