Rede EMANCIPA-MS de Educação Popular dá início às aulas de cursinho pré-universitário em Campo Grande

01 abr, 2021 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

No próximo sábado, dia 3, 65 alunos de escolas públicas da periferia de Campo Grande e do interior de Mato Grosso do Sul iniciarão seus estudos no cursinho pré-universitário do Emancipa MS, dando mais um passo em busca do sonho da formação universitária e um futuro com mais oportunidades.  

De acordo com um dos fundadores da Rede em Mato Grosso do Sul, Prof. Fábio Henrique Martinez, da Faculdade de Computação da UFMS, a rede Emancipa é um movimento nacional de educação popular que nasceu em São Paulo e está presente em diversas localidades do país. Seu objetivo é levar educação aos jovens periféricos. “Uma forma de fazer isso é através da implantação dos cursinhos populares pré-universitários. Então no ano passado nós nos capacitamos através da rede Emancipa nacional, e agora estamos realizando esse sonho de trazer a rede para o estado”, celebra. 

Para o professor, a crise pandêmica, sanitária e econômica que enfrentamos, com milhares de mortes diárias atingiu diretamente e com muita força a juventude periférica. “Nesse cenário, a luta pela ocupação das universidades por nossos jovens se faz ainda mais necessária. Nossos estudantes sonham em transformar as suas vidas por meio do acesso ao conhecimento e esse sonho não pode acabar!”, adverte

Martinez ressalta que o cursinho é pré-universitário e não pré-vestibular. “O objetivo é promover para os alunos uma formação para a vida. Além das atividades curriculares e aulas, teremos atividades culturais, campanhas de solidariedade, incluindo o trabalho conjunto de ativistas, professores e estudantes. Os estudantes (especialmente) e professores também têm auxílio do núcleo de Psicologia da rede”, conta.

No dia 27 de março ocorreu o primeiro encontro da turma, a chamada “Acholhida”, e no dia 30 de março os materiais didáticos começaram a ser distribuídos. “A ideia é promover um rodízio de materiais a cada bimestre para que todos e todas do nosso cursinho possam ter acesso aos conteúdos”, explica o professor.  

Além do cursinho, a rede em MS também organiza campanhas de solidariedade, como a campanha que ocorre atualmente no site Catarse, pela inclusão digital e direito à educação de cerca de 400 alunos da EE Dolor Ferreira de Andrade, do Bairro Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande-MS, arrecadando celulares, tablets, notebooks, computadores e outros equipamentos que possam ajudar os alunos ter acesso às aulas. 

As inscrições ainda estão abertas, entre em contato pelo FACEBOOK ou INSTAGRAM!

Compartilhe: