Rio de Janeiro sedia Encontro Nacional de Educação em agosto

01 jan, 1970 Adufms

De 8 a 10 de agosto, cerca de 2,5 mil pessoas, entre professores, estudantes, técnico-administrativos em educação e militantes de diversos movimentos sociais e populares, se reunirão no Rio de Janeiro para o Encontro Nacional de Educação (ENE). O objetivo do evento é criar um novo ponto de partida para a unificação das lutas dos movimentos sindicais, sociais e populares em defesa da educação pública.




Um dos grandes desafios do evento é a construção de uma proposta alternativa de educação para contrapor ao atual modelo educacional do país, o qual tem como marca a privatização das políticas educacionais, consolidado pelo Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado pela presidente Dilma Rousseff em junho deste ano. Tal proposta deve preservar os princípios do Plano Nacional de Educação da Sociedade Brasileira – desenvolvido ao final da década de 90 -, garantindo a universalização do direito ao conhecimento, à cultura e à ciência; a ampliação dos recursos para a educação pública; a valorização do professor, entre outros.



Etapas Preparatórias


Desde o início do ano, as entidades que promovem o ENE vêm realizando etapas regionais, estaduais ou municipais preparatórias, que tiveram como objetivo promover a discussão ampliada sobre a educação pública e os eixos propostos pelo Encontro, e sistematizar as questões locais para fomentar os debates durante o ENE.



Eixos centrais


O Encontro Nacional de Educação defende o Financiamento da Educação Pública; a Democratização da Educação; o Acesso e Permanência; o Passe livre e Transporte Público.



O Encontro Nacional de Educação é contra a Privatização e Mercantilização da Educação das creches à Pós-Graduação; a Precarização as Atividades dos Trabalhadores da Educação e a Avaliação Meritocrática na Educação

.


Organização


O Encontro é organizado pelo Comitê Executivo Nacional da Campanha pelos 10% do PIB para a Educação Pública, Já!, que reúne entidades como o ANDES-SN, a CSP-Conlutas, o Sinasefe, Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre (Anel), a Oposição de Esquerda da União nacional dos Estudantes (UNE), o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a Executiva Nacional de Estudantes de Educação Física (EXNEEF), entre outras entidades e movimentos sociais.


Confira a programação do Encontro Nacional de Educação:


http://goo.gl/a4zQvX


8/8 – sexta-feira – 16h30

– Ato de Abertura: Marcha Nacional em Defesa da Educação Pública na Candelária – da Candelária à Cinelândia;


9/8 – sábado – 8h30

– Mesa Conjuntura, lutas sociais e educação;


14h

– Grupos de Discussão (I – financiamento; II – democratização da educação; III – transporte, passe livre; IV – privatização, mercantilização; V – avaliação e meritocracia; VI – precarização das condições de trabalho; VII – acesso e permanência)


10/8 – domingo

– 8h30 – Plenária Final


Local:

Clube Municipal Tijuca – Rua Haddock Lobo, 359 – Rio de Janeiro

Compartilhe: