19 de abril: MS é estado mais violento contra povos indígenas no Brasil

19 abr, 2022 Brasil

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

No Dia Nacional dos Povos Indígenas, a Adufms celebra e se solidariza com a luta dos povos originários do Brasil, sobretudo de Mato Grosso do Sul. O estado é a unidade da federação (UF) com maiores índices de violência contra essas populações.

De acordo com o relatório anual de 2021 publicado pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), órgão católico dedicado à defesa dos povos tradicionais, o estado concentra 39% dos 1.367 assassinatos – a maioria sob encomenda – de lideranças indígenas em todo o Brasil, entre os anos de 2003 e 2019.

Já o levantamento do Instituto Socioambiental (ISA), também realizado em 2021, aponta que Mato Grosso do Sul tem a segunda maior concentração fundiária do Brasil, atrás apenas da Bahia. 92% da área do estado são privados e apenas 2,5% são demarcados como Terras Indígenas, sendo que se trata da segunda UF com maior população indígena no país (atrás do Amazonas).

Além da falta de demarcação de suas terras e dos assassinatos, os povos indígenas também sofrem com diversos outros problemas, como falta de saneamento básico, falta de incentivo ao plantio, fome, preconceito e, no caso de etnias do Norte do Brasil como os yanomami, também com o garimpo, extrativismo e mineração, incentivados pela gestão genocida de Jair Bolsonaro.

Compartilhe: