Em ato contra Bolsonaro, Adufms distribui panfletos sobre indicativo de greve

11 abr, 2022 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

A Adufms esteve presente no ato contra o presidente Jair Bolsonaro, ocorrido em Campo Grande no último sábado (9), com concentração no cruzamento entre a Avenida Afonso Pena e a Rua 14 de Julho. Representantes do sindicato que estiveram presentes no local distribuíram panfletos sobre os motivos da luta dos/das servidores/as pelo reajuste salarial de 19,99%.

No panfleto, é explicado que o reajuste não é aumento salarial, mas um direito constitucional de correção referente à inflação, e que a PEC 32 pretende substituir as carreiras qualificadas via concurso por indicações políticas, sucateando assim a qualidade dos serviços públicos no Brasil.

Os/as manifestantes levaram faixas e agitaram bandeiras referentes às entidades e movimentos que apoiaram a mobilização. O ato contou com cerca de 100 pessoas, que permaneceram a maior parte do tempo concentradas no canteiro localizado em frente à Praça Ary Coelho, mas que também realizaram exibição de bandeiras e faixas na rua, além de falas ao microfone e alto-falante.

Centrais sindicais, movimentos sociais e organizações da juventude organizaram o ato. Os/as manifestantes protestaram contra a política negacionista do governo federal, a PEC 32, o aumento de preço dos combustíveis, do gás e dos alimentos, além de pautas relativas a cada categoria, como é o caso do reajuste salarial de 19,99% para os/as servidores/as públicos/as federais.

A data faz parte do calendário de lutas do Andes, que conta com rodada de assembleias entre os dias 11 e 14 pela construção da greve geral, além da semana de lutas entre os dias 25 e 29, e o ato do 1º de maio.

Confira fotos do ato (clique nas imagens para ampliar)

Compartilhe: