Nota de pesar pela morte de Leocádia Aglaé Petry Leme

21 fev, 2022 Nota

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

A Adufms lamenta profundamente a morte da professora Dra. Leocádia Aglaé Petry Leme, na noite do último domingo (20). Leocádia foi reitora da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e da Universidade para o Desenvolvimento da Região do Pantanal (Uniderp), além de secretária estadual de Educação durante a gestão de Pedro Pedrossian – entre 1991 e 1994.

A professora teve uma trajetória de defesa da democracia. Foi durante sua gestão que as escolas passaram a ter eleições diretas para diretores, que desde então são escolhidos pela comunidade de responsáveis pelos estudantes. Na UEMS, foi a primeira reitora escolhida pelo voto direto, com gestão entre 1994 e 2003.  Durante a redemocratização do Brasil, participou da fundação do Partido Democrático Trabalhista (PDT).

A professora Dra. Mariuza Aparecida Camillo Guimarães, que trabalhou com Leocádia em diversas oportunidades, como no Conselho Estadual de Educação (CEE-MS), destaca a convivência com a educadora. “Sempre muito atenciosa, com muita sabedoria, ela com certeza foi uma figura emblemática para a educação do estado de Mato Grosso do Sul”. 

Mariuza lembra também o papel importante de Leocádia nos processos de transformação da educação no estado. “Nós tivemos o privilégio de conviver com ela, que mudou a cara da educação pública e contribuiu para que o estado de Mato Grosso do Sul fosse vanguarda na educação. Até o presente momento, ela ainda estava envolvida em projetos de educação do estado. Lamento profundamente sua partida precoce”, conclui.

Entre outros entes queridos, Leocádia deixa o filho Sandro Petry Laureano Leme, docente na Faculdade de Engenharia (Faeng) da UFMS. A Adufms presta sua solidariedade ao professor Sandro, bem como a toda a família, amigos/as e colegas da educadora.

Compartilhe: