Organização sindical dos docentes e das docentes da UFMS

Sem categoria

ADUFMS-SINDICAL EM CAMPO GRANDE NÃO ABRE NESTA QUINTA

A ADUFMS Gestão Autonomia Sindical comunica que nesta quinta-feira 2 (pré-Sexta-Feira Santa) não há expediente externo na sede da entidade em Campo Grande. Informamos que o atendimento às professoras e aos professores será retomado na segunda-feira nos horários convencionais: das 7 às 11 horas e das 13 às 17 horas.

Assessoria de Imprensa da ADUFMS-Sindical

Postado em Sem categoria

PROFESSORAS E PROFESSORES DA UFMS DEBATEM SALÁRIOS NO PRÓXIMO DIA 15

A campanha salarial 2015, o registro sindical e a consulta pública sobre carga horária docente fazem parte dos assuntos que serão discutidos e votados em duas grandes reuniões de professores e professoras convocadas pela ADUFMS Gestão Autonomia Sindical: as assembleias gerais Extraordinária e Ordinária que acontecerão no próximo dia 15, envolvendo docentes filiados/as e não-filiados/as de todos os campi da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – Aquidauana, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. Na Capital as assembleias ocorrerão na sede do Sindicato, avenida Senador Filinto Müller, 559, Vila Ipiranga. Nos campi do interior, elas serão em espaços indicados pelas representações da docência nessas unidades.

A primeira assembleia (Geral Extraordinária) começará às 8 horas (primeira chamada), ou às 8h30min em segunda chamada, com um ponto de pauta: o registro sindical. De acordo com o Informativo ADUFMS, edição de março, o registro sindical é uma exigência “do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que garante a representação do Sindicato perante esse órgão e em alguns casos é condição para o ingresso de ações na Justiça Federal. Para a sua efetivação, o MTE determina, por meio da Portaria 326/2013, artigo 19, a necessidade da realização de assembleia para ratificação do pedido de Registro Sindical e da criação da entidade”.

Ainda no dia 15 de abril, às 9 horas (primeira chamada), ou a partir das 9h30min, em segunda chamada, será realizada a Assembleia Geral Ordinária. Os diretores e as diretoras da ADUFMS-Sindical explicam que na Geral Ordinária serão expostas “as propostas sobre a carreira e os salários do Magistério Superior apresentadas pelas entidades nacionais Andes[-SN, Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior] e Proifes [Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico] e os encaminhamentos do Fórum dos Servidores Públicos Federais. Na oportunidade será definida a proposta que a ADUFMS defenderá em nosso processo de mobilização”.

Outro assunto fundamental, que será discutido e votado na Geral Ordinária e atinge os/as professores/as nas atividades de ensino, interferindo na autonomia da docência, é a consulta pública sobre carga horária de ensino do Magistério Superior na UFMS. Atualmente, a Resolução n. 10, de 30 de março de 2011, ad referendum (sujeita a posterior apreciação de colegiado), assinada pela presidência do Conselho Diretor, é a medida pela qual se estabelece “a carga horária média anual em atividades de ensino de graduação”. Agora a direção da UFMS, quatro anos depois, sem ampla discussão por meio das instâncias colegiadas, o que seria necessário por tratar-se de ad referendum, resolveu fazer uma consulta on-line sobre a Resolução n. 10.

Informativo ADUFMS-page-001 (3)

Postado em Sem categoria

Professores/as do Estado de São Paulo continuam em greve

O governo de São Paulo, em reunião mantida com a Apeoesp na manhã desta segunda-feira, 30 de março, não apresentou nenhuma proposta salarial à categoria, mesmo diante da adesão de mais de 60% dos professores e das professoras de todo o estado à greve que acontece desde o dia 13 de março. Também não houve avanços concretos nos demais pontos da pauta de reivindicações.

A direção da Apeoesp reafirmou a necessidade de um plano de composição salarial para aumento de 75,33%, necessário para a equiparação dos salários com a média salarial das demais profissões com formação de nível superior, rumo ao piso do Dieese para jornada de 20 horas semanais de trabalho. A equiparação está prevista na lei do Plano Nacional de Educação. A posição do governo paulista é de que somente após estudar o orçamento e o comportamento da arrecadação, em abril, poderá discutir esse assunto.

Entretanto, o mesmo não ocorreu para o reajuste do salário do Governador e a concessão de 17% a mais nos salários dos secretários. Outro ponto mal explicado é o bônus. Segundo dados do Fundeb, não havia recursos para pagamento do “maior bônus da história”. De onde surgiu R$ 1 bilhão para esta finalidade? Trata-se de uma opção do Governo: pagar bônus e não salário. Mas bônus exclui os aposentados, não incide sobre os benefícios da carreira e prejudica a aposentadoria da docência paulista.

Fonte: Informe Urgente Apeoesp n. 23.

Postado em Sem categoria

REMODELADO, NOVO SITE DA ADUFMS JÁ ESTÁ NA WEB

Um novo site da ADUFMS-Sindical surge a partir desta quarta-feira 18 na web com reformulações que privilegiam a democrática interface com professores e professoras da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), técnicos/as administrativos/as, alunos/as dessa instituição pública de ensino superior, estendendo-se ao público geral das sociedades mundo afora. Um dos aspectos mais significantes deste novo endereço é interação, prática cada vez mais presente no mundo contemporâneo, via internet. Inteiramente redesenhado, o site ocupa o mesmo endereço do anterior: www.adufms.org.br.

Se desejar filiar-se ao Sindicato, o professor e a professora podem clicar em FILIE-SE e terá acesso à ficha para preenchimento, registrando o cadastro no sistema da ADUFMS-Sindical, o que permite que só a Secretaria da entidade tenha acesso às informações.

O desenho, a arte, a montagem, enfim, toda a concepção e a remodelagem do site, tornaram estimulantes a navegação e a leitura dos conteúdos, com destaque nas imagens (eslaides na parte superior) para assuntos que envolvem extensa pauta de demandas da categoria docente da UFMS. Não menos importantes são os campos destinados aos banners laterais e as informações sobre convênios que beneficiam diretamente a docência da Federal de Mato Grosso do Sul.

O item notícias faz do site importante referência no que diz respeito ao acesso de docentes a informações que abrangem interesses específicos da categoria e conteúdos genéricos (política, economia) que subsidiam análises conjunturais sobre temas que interessam a um amplo leque de sujeitos sociais. No item “SINDICATO”, localizado na linha acima da logo ADUFMS-Sindical, há uma síntese histórica com informações que abrangem a atuação do movimento docente da UFMS desde a Universidade Estadual de Mato Grosso (UEMT), passando pela federalização, até os dias de hoje.

Em síntese o sítio ADUFMS-Sindical abarca página inicial com notícias-destaque, fotos, banners com temas pontuais (os quais terão conteúdos como campanha salarial e campanha de filiação), rede social (facebook da entidade), acesso ao Jornal ADUFMS, página “Sindicato”, informações sobre a Diretoria e estatuto para download, incluindo outros links cujos conteúdos ainda vamos elaborar. Além de tudo isso, o sistema de busca ficou mais eficiente e dinâmico.

Postado em Sem categoria

Movimentos sociais e sindicatos vão às ruas em defesa da democracia e da Petrobras

Mais de oito mil trabalhadores/as ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), aos movimentos de sem-terra e da agricultura familiar, indígenas, mulheres, lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais  e transgêneros (LGBTTTs) e militantes da cidadania estiveram em passeata na sexta-feira 13 pelas principais ruas de Campo Grande em defesa da Petrobras, contra o golpe militar ou institucional, pelas reformas eleitoral e tributária e contra as MPs 664 e 665, que alteram as regras da aposentadoria, concessão da licença médica e do seguro-desemprego.

O evento teve como objetivo convergir as propostas dos trabalhadores para o aperfeiçoamento da democracia e do combate à corrupção motivada principalmente pela atual modelo de financiamento de campanha por empresas privadas.

A intenção dos coordenadores dos movimentos populares é fazer com que o governo federal e o Congresso incorporem a agenda política pautada pelos/pelas trabalhadores/as, inclusive a revisão de medidas recessivas e de controle de inflação implantadas pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy que impliquem subtração de direitos  de trabalhadoras e trabalhadores,  das conquistas populares, das políticas afirmativas e de distribuição de renda, além da demarcação das terras indígenas e da reforma agrária.

Postado em Sem categoria

Dirigentes da ADUFMS-Sindical discutem campanha salarial com docentes de Três Lagoas

A ADUFMS gestão Autonomia Sindical realiza nesta sexta-feira 6 no Campus Três Lagoas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) reunião e assembléia para discutir com os professores e as professoras daquela unidade a pauta de luta referente à campanha salarial de 2015. Os outros itens desses encontros são referentes às reformas da sede e da piscina do Sindicato em Três Lagoas.

Os professores José Carlos da Silva e Marco Aurélio Stefanes, respectivamente presidente e diretor-financeiro da ADUFMS-Sindical, participam da reunião e da assembléia. Eles vão explicar aos/às docentes assuntos relativos à política salarial do governo federal para a categoria.

A ida desses dois sindicalistas a Três Lagoas faz parte da plataforma de ação da diretoria Autonomia Sindical de expandir as atividades do Sindicato em todos os campi da UFMS.

O diretor da ADUFMS-Sindical em Três Lagoas, professor José Batista de Sales, explicou a necessidade de revitalização, revigoramento do movimento sindical docente da Federal de Mato Grosso do Sul naquele município do Leste do Estado. No tocante à questão salarial e a outros assuntos relacionados à defesa da universidade pública, Sales acredita haver a “convicção de que 2015 será um ano difícil”.

 

LOCAL – A reunião e a assembleia dos/das professores/as da UFMS em Três Lagoas serão no bloco do Curso de Direito, na sala de reuniões. Os encontros começam às 14 horas desta sexta-feira 6.

 

 Assessoria de Imprensa da ADUFMS-Sindical

Postado em Sem categoria