Reajuste de 10% visa manter prestadores, explica representante da Adufms no PAS

13 set, 2022 Adufms

Professores recebem homenagem em celebração ao centenário de Paulo Freire

Desde o dia 1º de setembro, os valores no Programa de Assistência à Saúde na UFMS (PAS-UFMS) foram reajustados em 10%. Foi publicada, no site do programa, uma tabela que especifica os valores das contribuições por faixa etária, que vão de 207,46 a 632,50 reais para titulares, pensionistas e dependentes; e de 164,45 a 885,50 reais para agregados.

Anamaria Santana da Silva, representante da Adufms no PAS e professora aposentada no Campus Pantanal (CPan), afirma que a decisão foi tomada após muita discussão, já que não houve reajuste salarial para os servidores públicos federais, mas que foi a única alternativa diante da necessidade de reajustar os salários dos prestadores de serviço do programa. “Foi uma discussão bastante acalorada, entendendo a necessidade de manter os nossos prestadores, principalmente no interior. Muitos estavam dizendo que deixariam o plano. Não foi uma decisão fácil, mas se deu principalmente em função da necessidade de manter nossos prestadores de serviço”.

Anamaria ressalta que, mesmo com a diferença nos valores, o PAS continua com valor mais baixo em relação a outros planos. “Nosso plano ainda tem taxas menores, o aumento que a gente repassou para os beneficiários é bem menor do que o da ANS, porque nosso plano não visa lucro, visa apenas atender bem os beneficiários”, afirma. “Nós pensamos muito, mas não conseguimos visualizar outra saída a não ser o reajuste das mensalidades para os nossos servidores. Foi uma saída realmente emergencial, necessária e a única possível”.

A docente destaca que, apesar dos esforços para manter o programa com os valores mais acessíveis, há uma pressão por parte de empresas da área da saúde sobre os planos. “Vale ressaltar que, infelizmente, nesta sociedade em que a gente vive, a saúde é vista como mercadoria. Então grandes corporações da saúde pressionam muito os planos de saúde para que seus serviços sejam reajustados”, explica Anamaria. “E ainda assim, em nosso plano, mantemos as menores taxas. O colegiado é formado basicamente pelos beneficiários e é de nosso interesse que tenhamos serviços com preço justo”.

Anamaria também salienta que um dos objetivos principais é manter a abrangência do PAS, garantindo valores mais baixos. “A gente tem a preocupação com a manutenção do plano de saúde da UFMS, que é um dos poucos dessa natureza no país, e nós precisamos que ele continue existindo, a despeito das vontades políticas, das intempéries e das forças que querem acabar com o plano. O intuito do colegiado é, sobretudo, que o plano não sucumba”, finaliza.
Confira, abaixo, os valores atualizados do PAS:

Titulares, pensionistas e dependentes

Faixa Etária |  Valor (R$)
0 – 18 207,46
19 – 23 246,68
24 – 28 250,47
29 – 33 259,33
34 – 38 278,30
39 – 43 301,07
44 – 48 379,50
49 – 53 442,75
54 – 58 506,00
59 ou + 632,50

Agregados

Faixa Etária |  Valor (R$)
0 – 18 164,45
19 – 23 208,73
24 – 28 240,35
29 – 33 265,65
34 – 38 316,25
39 – 43 379,50
44 – 48 442,75
49 – 53 569,25
54 – 58 759,00
59 ou + 885,50

 

Compartilhe: