COUN delibera sobre suspensão do Calendário Acadêmico na próxima quarta-feira

Após inúmeros pedidos feitos pela Adufms, na próxima quarta-feira (12), o COUN (Conselho Universitário) coloca em pauta a suspensão do Calendário Acadêmico da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Conforme o último relatório, divulgado pela Andes – SN, 62 universidades federais estão em greve no Brasil. Até o dia 4 de junho, 6 UFs tinham conseguido a suspensão do calendário acadêmico.

A Adufms convida todos e todas docentes, técnicos e acadêmicos a acompanhar a discussão que será transmitida pelo canal da TV UFMS no Youtube, às 9h pelo link.

“Chamamos todos e todas docentes para cobrar de seus representantes das unidades, e diretoras e diretores que aprovem a suspensão do calendário até que a gente chegue aos termos”, afirmou a presidenta da Adufms, Mariuza Guimarães.

Histórico

A Greve dos Docentes da UFMS se iniciou em 1º de maio, com a categoria reivindicando o reajuste salarial de 3,69% em agosto de 2024, 9% em janeiro de 2025, e 5,16% em maio de 2026. Em 30 de abril, a Adufms se reuniu com a reitoria e reivindicou a suspensão do Calendário Acadêmico, o que foi veemente rejeitado pela reitoria.

Em 6 de maio, a Assembleia Geral aprovou o encaminhamento de um ofício solicitando a convocação extraordinária do COUN para debater a suspensão do calendário, o que novamente foi recusado pela administração da universidade.

Após reivindicação da Adufms, a pauta foi inserida para a próxima reunião do Conselho Universitário.

Continuamos em greve até que consigamos negociar as reivindicações. Até o momento, a proposta do Ministério da Gestão e Inovação (MGI) permanece inflexível: 0% para 2024, 9% para 2025, e 3,5% para 2026, mesmo após mesas de negociações.

Uma nova reunião de negociação foi marcada para 14 de junho no Ministério da Educação (MEC), após docentes federais ocuparem o prédio do MEC.


Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *